A importância do inventário no âmbito da Engenharia clínica.

Realizar o inventário hospitalar adequado contribui substancialmente para a eficiência das práticas e rotinas no ambiente de saúde

É imprescindível que o profissional que trabalha com gestão/administração hospitalar, mantenha os equipamentos médico-hospitalares organizados, por isso se faz necessário um controle atualizado do inventário hospitalar.

Vale ressaltar que essa prática Possibilita:

  • Redução do desperdício de produtos;
  • Contribui para melhorias no atendimento ao paciente;
  • Cumpre com a legislação;
  • E ainda amplia o elo de credibilidade com os fornecedores.

O  conhecimento da quantidade e da qualidade dos equipamentos (de infraestrutura, apoio e aplicação direta ao paciente) existente é de fundamental importância para a estruturação de um departamento de manutenção. Embora exista uma tendência de se atribuir pouca importância à realização de um inventário, é recomendável aproveitar essa oportunidade, para a obtenção de dados que serão bastante úteis na elaboração da proposta de implantação e gerenciamento do departamento ou grupo de manutenção.

A obtenção dos dados para o inventário é uma tarefa relativamente simples, embora em muitos casos, demorada, dependendo do parque de equipamentos instalados. O maior problema a ser enfrentado é o processamento desses dados para a obtenção de informações que servirão como base para o sistema de gerenciamento e como argumentos para a proposta de implantação do grupo de manutenção. A realização do inventário exige recursos materiais e humanos capazes de processar os dados obtidos nessa tarefa.

É essencial que haja um inventário hospitalar eficiente, evitando o esgotamento de produtos no estoque e contribuindo para que não haja produtos além do esperado, o que requer organização e práticas de gestão.

Para efetuar um inventário hospilatar completo, acompanhe essas 4 técnicas!

1 – Sistema de gerenciamento de equipamentos

A gestão de estoques de equipamentos hospitalares trata-se de uma tarefa complexa e que precisa ser realizada com dinamismo e organização. Adquirir um sistema de gerenciamento de equipamentos é essencial.

Durante todo o processo, os produtos estão inseridos em diferentes áreas, o que inclui fabricantes, companhias de seguros, departamentos do hospital, fornecedores, enfim.

Ao adquirir um sistema de gerenciamento, é possível reduzir os custos de organização e beneficiar toda a instituição. Além disso, as informações são automatizadas, o que contribui para a eficiência das práticas hospitalares.

2 – Cadastro correto dos equipamentos

Devido a complexidade de cada equipamento médico-hospitalar, sabemos que informações básicas não são suficientes para manter o controle do parque tecnológico, principalmente quando se trata de um hospital de grande porte.

 As informações que precisam ser registradas, inevitavelmente, no inventário, que são:

  • Nome técnico;
  • Nome e modelo comercial;
  • Localização;
  • Código;
  • Número de série;
  • Número de patrimônio;
  • Número de registro/cadastramento na Anvisa, quando aplicável;
  • Data de instalação;
  • Identificação do nível de criticidade do equipamento para o processo;
  • Razão social do fabricante;
  • Data e valor da compra;
  • Período de garantia.

3 – Estoque de segurança

Sabemos que imprevistos podem acontecer em qualquer ambiente,no entanto os hospitais precisam estar preparados para situações inesperadas, como:

Atrasos dos fornecedores

Aumento repentino de pacientes

Epidemias

Estamos lidando com vidas e o esgotamento de algum instrumento/produto pode ser o suficiente para afetá-las. Portanto, faz-se necessário um estoque de segurança, que visa suprir demandas específicas. Mantenha o seu hospital devidamente preparado.

4 – Inventários frequentes

Realizar inventários periódicos contribui para o desenvolvimento do inventário, pois a partir deles é possível corrigir inconsistências frequentemente.

A longo prazo, isso diminui consideravelmente os prejuízos e a desorganização do estoque, evitando que haja acúmulos ou que erros sejam percebidos tardiamente, além de contribuir no balanço financeiro.

Para que, de fato, os inventários periódicos sejam eficazes é importante que a equipe seja responsável e conscientize aos funcionários de que cada produto deve ser usado de forma adequada, sem desperdícios.

Portanto, o bom gerenciamento dos instrumentos hospitalares contribui significativamente para o desenvolvimento dos hospitais, pois que haverá redução nos erros frequentes no inventário hospitalar e ampliação de melhorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ÚLTIMOS POSTS

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas.
👋 Olá, como posso ajudar?